Marreca-pé-na-bunda

Videos deste animal     (1)

Informações do animal

Nome: Marreca-pé-na-bunda
Nome científico: Oxyura vittata

Característica

Mede aproximadamente 40 centímetros e pesa em torno de 640 gramas. O macho tem a plumagem do corpo castanho-avermelhada, cabeça-negra e bico azulado. A fêmea tem o corpo castanho-escuro, pescoço branco, coroa e faixa negra nos lados da cabeça.

Alimentação

Come sementes, plantas aquáticas e pequenos invertebrados aquáticos.

Reprodução

É uma espécie promíscua e agressiva na sua atividade sexual, com os machos competindo para copular com as fêmeas. O macho pode usar uma estrutura semelhante a uma escova na ponta de seu pênis para remover o esperma dos companheiros anteriores do oviduto da fêmea. A ninhada consiste de seis a 12 ovos. É possível encontrar ninhos onde mais de uma fêmea tenha depositado seus ovos. A incubação é feita pela fêmea.

Hábitos

Observação do pesquisador: ha um bom tempo que procuro registrar esta espécie, sempre perguntando para as pessoas sobre a ocorrência da ave nos locais onde pesquiso, e em Laguna os caçadores me disseram que havia muitas no passado e que hoje é rara, perguntei a eles se ficaram mais raras, após a abertura da barra da lagoa. Me responderam que sim pois a água salgada, matou todo o limo da lagoa, que era o alimento de varias espécies de aves, como marrecas e carquejas, que serviram muito tempo de alimento para a população local. Infelizmente a abertura da barra da lagoa do camacho, favoreceu a população local, porque aumentou a produção de camarão na lagoa, mas foi um prejuízo enorme para as aves migratória, tenho certeza que o desaparecimento do cisne-de-pescoço-preto e de outras aves da região, estão relacionadas a esta destruição do seu habitat natural. Só encontrei a marreca, porque um morador de Laguna, decidiu preservar uma parte de sua propriedade, impedindo que a água salgada entre, criando assim um pequeno paraíso para estas aves.

Distribuição Geográfica

Em Laguna, 05 de janeiro de 2014.

 

Existem registros deste animal nas seguintes cidades:

Laguna (10)
Registro mais recente: Em Laguna - 28/01/2014

Curiosidades

Em proporção ao tamanho do corpo, esta espécie possui o maior pênis de todos os vertebrados, com 42,5 centímetros de comprimento, o mesmo tamanho verificado em um avestruz.

Moradores, pescadores e caçadores de Laguna dizem que a marreca-pé-na-bunda recebe este nome porque tem seus pés “na bunda”, o que as impede de andar em terra firme. Eles afirmam que essas aves, assim como o mergulhão pequeno, se colocadas no chão, dão apenas alguns passos, caem com o peito no solo e se arrastam com o auxílio dos pés.

Observação do pesquisador – Há um bom tempo procuro registrar esta espécie, sempre perguntando para as pessoas sobre a ocorrência da ave nos locais onde pesquiso. Em Laguna os caçadores me disseram que havia muitas no passado e que hoje são raras. Perguntei a eles se ficaram mais raras após a abertura da barra da lagoa. Responderam que sim, pois a água salgada matou todo o limo da lagoa, que era o alimento de várias espécies de aves, como marrecas e carquejas, que serviram muito tempo de alimento para a população local. Infelizmente, a abertura da barra da Lagoa do Camacho favoreceu a população local, porque aumentou a produção de camarão, mas foi um prejuízo enorme para as aves migratórias. Tenho certeza que o desaparecimento do cisne-de-pescoço-preto e de outras aves da região está relacionado a essa destruição do seu habitat natural. Só encontrei a marreca-pé-na-bunda porque um morador de Laguna decidiu preservar uma parte de sua propriedade, impedindo que a água salgada entre, criando assim um pequeno paraíso para essas aves.

Dados Científicos

 

Classificação Científica:

Reino:  Animalia

Filo:  Chordata

Classe:  Aves

Ordem:  Anseriformes

Família:  Anatidae ,  Leach, 1820

Subfamília:  Anatinae ,  Leach, 1820

Espécie:  O. vittata

Nome Científico: Oxyura vittata, (Philippi, 1860)

Nome em Inglês: Lake Duck

 

Ocorrências