Biguá

Videos deste animal     (2)

Informações do animal

Nome: Biguá
Nome científico: Phalacrocorax brasilianus

Característica

Mede entre 63 e 91 centímetros e pesa de 1,37 a 1,80 quilo. A plumagem é negra nos adultos e marrom escura nos juvenis. Tem longo pescoço e pequena cabeça. Não possui glândula uropigiana, encharcando as penas para aumentar seu peso e facilitar os mergulhos. 

 

Alimentação

Principalmente peixes, mas também certos crustáceos, anfíbios e répteis apanhados em mergulhos.

 

 

 

 

 

Reprodução

Os casais constroem seus ninhos com gravetos em ninhadas coletivas. Os ovos têm tonalidade azul clara e o período de incubação é em média de 24 dias. Mantém rituais de acasalamento e, nessa época, o macho apresenta distinta mancha branca nas laterais superiores do pescoço. Após a ninhada, tornam-se localmente migratórios, voando em formação de “V”.

Hábitos

Habita ambientes aquáticos, principalmente rios. Elimina fezes ácidas, prejudiciais às árvores, mas beneficia as populações de peixes, pois aduba a água. Costuma viver em grupos. Excelente mergulhador, persegue peixes e crustáceos sob a água. Após seus mergulhos, seca as penas ao sol. Frequenta bandos mistos.

Registro mais recente: Em Laguna - 20/01/2014

Curiosidades

É muito curioso quando o biguá captura um bagre. Esta presa tem um sistema de defesa que consiste em três esporões situados nas laterais e nas costas que ficam abertos, o que dificulta ser engolido. O biguá o prende pela cabeça e, malabaristicamente, faz com que os esporões se desarmem para assim conseguir engolir o peixe.

 

 

Dados Científicos

 

Classificação Científica:

Reino:  Animalia
Filo:  Chordata
Classe:  Aves
Ordem:  Suliformes
Família:  Phalacrocoracidae, Reichenbach, 1849
Espécie:  P. brasilianus
Nome Científico: Phalacrocorax brasilianus, Gmelin, 1789)
Nome em Inglês: Neotropic Cormorant