Beija-flor-rabo-branco-da-garganta-rajada

Informações do animal

Nome: Beija-flor-rabo-branco-da-garganta-rajada
Nome científico: Phaethornis eurynome

Característica

Mede de 15 a 16 centímetros. Sua garganta é estriada de preto, lembrando escamas. A cabeça é preto-amarronzada com duas faixas, uma superciliar marrom e outra malar negra. O peito tem cor cinza e a barriga, ocre. Seu bico é preto, longo e curvado, com mandíbula amarela. Quando pousado, tem o hábito de balançar o rabo.

 

 

Alimentação

Néctar e insetos. Durante a primavera e o verão tem predileção pelas floradas das justíceas (Justicia ssp., Acanthaceae), comuns nas encostas de Mata Atlântica.

 

 

Reprodução

Constrói seu ninho em forma cônica alongada, com material macio como paina e frequentemente revestido com líquen vermelho. Os ovos são incubados durante 17 dias e os filhotes deixam o ninho com 22 ou 23 dias de idade.

 

 

Hábitos

Habita ambientes com mata densa e capoeiras. Em Santa Catarina é mais frequente na encosta Atlântica. Costuma ser avistado trafegando em picadas e estradas abertas nas matas.

 

 

Distribuição Geográfica

 

Em Brusque, Camboriu em julho de 2010.

Em Belmonte, janeiro de 2012.

 

Existem registros deste animal nas seguintes cidades:

Registro mais recente: Em Belmonte - 14/02/2012

Curiosidades

Seu nome científico deriva das palavras gregas phaethönphaö (sol, brilho do sol), ornis (pássaro), eurynome (mãe das graças; na mitologia grega, Eurynome era a mais bela mulher da Arábia, esposa de Orchamus e mãe da igualmente bela Leucothoë) ⇒ pássaro do Sol mãe das graças ou eurynome ⇒ pássaro do Sol.

Dados Científicos

 


Classificação Científica:

Reino:  Animalia
Filo:  Chordata
Classe:  Aves
Ordem:  Apodiformes
Família: Trochilidae, Vigors, 1825
Subfamília:  Phaethornithinae, Jardine, 1833
Espécie:  P. eurynome
Nome Científico: Phaethornis eurynome, (Lesson, 1832)
Nome em Inglês: Scale-throated Hermit