Cabeça-preta

Videos deste animal     (3)

Sons deste animal

  1. Cabeça-preta

Informações do animal

Nome: Cabeça-preta
Nome científico: Carduelis magellanica
Nomes populares: pintassilgo

Característica

Mede de 10 a 12 centímetros e pesa cerca de 11 gramas. O macho possui a cabeça-preta contrastando com o dorso amarelo-oliva e as partes inferiores amarelo-vivas. Tem asa preta com extensa área amarela e cauda preta amarela na base. A fêmea não possui cabeça preta e a coloração é mais desbotada. O canto desta espécie apresenta dialetos e variações regionais.

Alimentação

Come sementes, principalmente de dente-de-leão e picão, pequenos artrópodes, como grilos, aranhas, besouros e lagartas capturados na vegetação baixa ou na copa das árvores.

Reprodução

Tem preferência por nidificar em pinheiros. O ninho é feito na forquilha de árvores ou de arbustos e tem a forma de pequena tigela, com raízes finas, sem revestimento ou forrado de penas e crinas. Os ovos são brancos, com pouco azul-celeste, às vezes com algumas pintas pardas. A incubação também é tarefa da fêmea, podendo o macho alimentá-la durante esse período. Tem duas a quatro ninhadas por temporada com três e cinco ovos cada. Os filhotes nascem após 13 dias e atingem a maturidade sexual aos 10 meses.

Hábitos

Vive em bandos, pousando no alto das árvores ou em pequenos arbustos. Acompanha bandos mistos granívoros. Localmente migratório, costuma desaparecer periodicamente de certos locais. Durante o verão aparecem em grandes bandos.

Distribuição Geográfica

 

Registrada em Camboriú, agosto/2010

 

Existem registros deste animal nas seguintes cidades:

Registro mais recente: Em Rio do Sul - 10/11/2013

Curiosidades

É muito procurado por caçadores e passarinheiros, pois se trata de uma ave que canta muito. É constantemente alvo do comércio clandestino de aves silvestres. Criadores cruzam o macho dessa espécie com a fêmea do canário-do-reino (canário-belga). Deste cruzamento surge um híbrido conhecido como pintagol, posteriormente comercializado em pet-shops.

Reprodução – Tem preferência por nidificar em pinheiros. O ninho é feito na forquilha de árvores ou de arbustos e tem a forma de pequena tigela, com raízes finas, sem revestimento ou forrado de penas e crinas. Os ovos são brancos, com pouco azul-celeste, às vezes com algumas pintas pardas. A incubação também é tarefa da fêmea, podendo o macho alimentá-la durante esse período. Tem duas a quatro ninhadas por temporada com três e cinco ovos cada. Os filhotes nascem após 13 dias e atingem a maturidade sexual aos 10 meses.

 

Hábitos – Vive em bandos, pousando no alto das árvores ou em pequenos arbustos. Acompanha bandos mistos granívoros. Localmente migratório, costuma desaparecer periodicamente de certos locais. Durante o verão aparecem em grandes bandos.

 

Curiosidades – É muito procurado por caçadores e passarinheiros, pois se trata de uma ave que canta muito. É constantemente alvo do comércio clandestino de aves silvestres. Criadores cruzam o macho dessa espécie com a fêmea do canário-do-reino (canário-belga). Deste cruzamento surge um híbrido conhecido como pintagol, posteriormente comercializado em pet-shops.

Dados Científicos

 

Classificação Científica:
 

Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Passeriformes
SubOrdem: Passeri
Parvordem: Passerida
Família: Fringillidae, Leach, 1820
Espécie: S. magellanica
Nome Científico: Sporagra magellanica, (Vieillot, 1805)
Nome em Inglês: Hooded Siskin.